A gravidez é um período muito delicado na vida da mulher. Muitos cuidados precisam ser redobrados, facilitando a negligência de fatores que não parecem interferir tanto na gestação, como o atendimento odontológico.

Porém, a gravidez causa mudanças hormonais muito grandes que aumentam o risco de a mulher desenvolver doença periodontal e gengiva inflamada. Essas alterações também podem afetar a saúde do bebê em desenvolvimento.

Por conta disso, o atendimento odontológico deve ser parte essencial no pré-natal de todas as gestantes. Separamos quatro maneiras simples de garantir que você esteja recebendo o cuidado oral ideal durante a gravidez e também depois dela:

– Visite o dentista regularmente

Algumas mulheres hesitam em procurar atendimento odontológico durante a gravidez, justamente por acreditar que o tratamento pode prejudicar sua gestação. Porém, não realizar consultas representa um risco muito maior para a saúde. Existem muitos dentistas especialmente treinados para cuidar da saúde bucal de pacientes grávidas, como um atendimento odontológico pré-natal.

“É importante ressaltar que a gestante pode realizar tratamentos dentários, desde que o profissional odontólogo converse com o obstetra pré-natalista”, explicou o Dr. Guillermo Pascual Paramo, coordenador do serviço de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital Metropolitano da Lapa.

– Cuide de sua saúde bucal

O estômago das mulheres grávidas pode dificultar a inserção de qualquer produto ou alimento na boca, como uma simples pasta de dente (por isso, recomenda-se o uso das que não possuem sabores). Recomenda-se também que a gestante lave a boca com água ou realize bochechos logo após vomitar, pois os ácidos do estômago podem corroer o esmalte que protege o dente. O mesmo acontece ao escovar os dentes com muita força. Portanto, a escovação deve ser feita com suavidade.

Para ajudar a prevenir a cárie dentária e a doença periodontal, recomenda-se escovar os dentes com creme dental com flúor por pelo menos dois minutos, duas vezes ao dia. O fio dental deve ser utilizado uma vez ao dia, pelo menos.

– Tenha uma dieta saudável

“Além de realizarem uma maior e melhor higienização dos dentes, as gestantes também precisam ingerir uma quantidade maior de cálcio, para que não haja descalcificação dentária”, ressaltou o Dr. Guillermo.

O bebê em desenvolvimento se alimenta da mesma coisa que a mãe e os primeiros dentes do bebê começam a crescer em cerca de três meses. Assim, é importante consumir muitos alimentos nutritivos no pré-natal, com a inclusão de produtos lácteos, como queijo e iogurte. Tais alimentos são ótimas fontes de cálcio e minerais, essenciais ao desenvolvimento dos dentes, gengivas e ossos do bebê.

– Após o nascimento, mantenha a boca do bebê livre de bactérias

Os bebês nascem sem as bactérias causadoras da cárie dentária na boca, mas os pais e cuidadores, muitas vezes, sem ter conhecimento, acabam transmitindo-as para os bebês por meio do compartilhamento de colheres e outros utensílios. É preciso evitar a introdução destas bactérias ao organismo dos bebês, mantendo seus próprios dentes e boca saudáveis, limpando adequadamente qualquer coisa que irá entrar na boca do bebê.

Fonte: http://www.ocregister.com/articles/care-711638-teeth-dental.html